quinta-feira, 15 de outubro de 2020

Resistir para viver, Marchar para transformaMarcha Mundial de Mulheres - Portugal 5ª Ação Internacional - Outubro 2020


O mundo não será o mesmo depois de 2020. As respostas neoliberais e repressivas à crise pandémica ameaçam as nossas vidas e a democracia. Mas perante este cenário organizamo-nos coletivamente para uma resistência global. Queremos alimentar a onda das mobilizações internacionais feministas, ambientalistas, anti-racistas, as lutas laborais e afirmar que estamos fartas deste sistema. É urgente construir e reforçar alianças para criar uma agenda comum para dar resposta à crise social que vivemos. Queremos iniciar uma transformação social global já! 

Por uma sociedade onde o cuidado pela vida, pelas pessoas e pelo ambiente seja sempre prioridade.

Resistimos para viver! Marchamos para transformar!

Resistimos aos programas de austeridade que provocam o aumento do desemprego, da desigualdade, da precariedade e da pobreza; legitimando ainda mais a sobrecarga de trabalho pago e não pago feito pelas mulheres. Marchamos contra a mercantilização das nossas vidas e dos nossos corpos!

Resistimos aos ataques ao direito à greve, à degradação das condições laborais  e à forte precarização do trabalho das mulheres. Marchamos por condições de trabalho e salários dignos.

Resistimos à sobrecarga dos trabalhos de cuidados que recaem sobre nós, só porque somos mulheres. Marchamos pela igual partilha do trabalho dos cuidados, pela dignificação das cuidadoras informais e pela valorização do trabalhos dos cuidados.

Resistimos aos abusos de poder e à desvalorização da violência que somos alvo. Marchamos para mobilizar a sociedade na denúncia do machismo institucional e da justiça machista!

Resistimos contra a discriminação das nossas múltiplas identidades de género e sexualidades e todas as formas de controlo sobre os nossos corpos. Marchamos pela livre expressão de género, pela diversidade sexual e pela autonomia sobre os nossos corpos!

Resistimos enquanto mulheres e ativistas racializadas para denunciar a mentalidade colonialista e o racismo estrutural da nossa sociedade! Marchamos por uma sociedade ativamente anti-racista e anti-colonial!

Resistimos à xenofobia, à “ilegalização” das nossas vidas, ao confinamento das pessoas refugiadas em campos sobrelotados e sem condições mínimas de dignidade. Marchamos por um mundo sem fronteiras e prisões, nenhum ser humano é ilegal!

Resistimos à expulsão dos centros das cidades, à mercantilização das nossas casas, às ameaças de despejos, à violação constante do direito fundamental à habitação. Marchamos por uma cidade feminista e inclusiva, que não expulsa os seus habitantes e cria espaços públicos e habitação para todas e todos.

Resistimos à degradação dos serviços públicos, à servicialização da economia e aos ataques à nossa soberania alimentar. Marchamos por uma economia feminista que ponha os cuidados pela vida, pelas pessoas e pelo ambiente no centro das decisões políticas!

Associação Portuguesa de Mulheres Juristas

Casa do Brasil de Lisboa

Climáximo

Comunidária

Clube Safo

Feministas em Movimento - FEM

Feminismo sobre Rodas

Habita - Associação pelo Direito à Habitação e à Cidade

HuBB Humans Before Borders

Instituto da Mulher Negra - INMUNE

LGBTI - Leiria

Nucleo Feminista de Évora

UMAR . União de Mulheres Alternativa e Resposta

UMAR-Açores – Associação para a Igualdade e Direitos das Mulheres

Subscrições devem ser enviadas para mmmulherespt@gmail.com 






Sem comentários:

Publicar um comentário